expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

sábado, 20 de julho de 2013

A inquietude da alma

Por que sempre perco o raciocínio quando o coração quer falar? E ali estático fico tentando adivinhar seus secretos anseios, tão subjetivos que palavras não ousam a estruturarem-se. E assim, sem acesso à cognição verbal do seu intento vou perambulando em uma infinita busca interna e externa